Para elas, mais uma vez

O que diferencia o homem da mulher? Alguns diriam que é o corpo e seu organismo, outros diriam que são os cabelos longos, o charme, a beleza, a sensualidade, há ainda aqueles que afirmam que elas têm um sexto sentido que lhes dá condições de perceberem algumas coisas que para os homens passam completamente despercebidas e, é claro, a maior de todas as diferenças, a sensibilidade do coração.

Com raríssimas exceções, o coração feminino é muito mais meigo e dócil, muito mais carinhoso e caridoso, muito mais sensível e flexível, muito mais bondoso e generoso, muito mais solidário e igualitário.

Essas características que envolvem essa pureza feminil nas emoções das mulheres fazem com que elas sejam mais humanas e prontas para reagirem com amor às necessidades apresentadas ou impostas pela vida.

Entretanto, essa feminilidade pueril faz também com que elas sofram mais e se tornem mais dependentes e até mais carentes de uma recíproca em termos de amor que nem sempre ocorre. Elas amam mais e parece que recebem menos amor e quando isso ocorre sofrem mais.

A mulher que sabe aproveitar e extrair o máximo da singularidade de cada expressão de amor que devota ao próximo ou dele recebe, certamente consegue encontrar o verdadeiro sentido da vida como diz a Bíblia ao afirmar que a síntese da vida é o amor (Mateus 22.37-40; Romanos 13.8-10).

Contudo, tome muito cuidado, pois, algumas mulheres por perderem o verdadeiro significado do amor acabaram “amando demais”. Este “amar demais” revela a falta de controle das emoções e com isso a entrega a aventuras que fazem com que se sintam desprezadas e diminuídas no casamento, na família, na amizade, no trabalho e em tantas outras realidades.

Mulher, aprenda a amar a Deus, a si mesma e ao próximo que está diante ou distante de você e aprenda também a receber deles o amor. Mantenha sobre controle as suas emoções e ame, sabendo que quem ama sofre mais, porém, sabendo também que só quem ama é feliz. Sendo assim, ame.

“Para elas, mais uma vez”, por ocasião da passagem do Dia Internacional da Mulher.

Nenhum comentário: